Como ser mais forte do que nunca?

Algumas situações parecem nos fazer reféns. Ficamos paralisados, a força que achamos ter se esvai e  o que resta é a insegurança e o medo. A coragem e bravura física ou intelectual já parece não fazer tanto sentido, quando estamos abalados espiritualmente. Isso pode certamente acontecer sem que percebamos, a partir do momento em que negociamos nossos princípios inegociáveis enquanto cristãos ou aceitamos que o "mundo é dos espertos". Mas como ser mais forte do que nunca?



Algumas várias vezes passei por momentos conflitantes na universidade por ter que lidar com tanta competição e egoísmo. Quase fui sufocado pelo ego e levado pela ganância na tentativa de ter ou ser melhor do que o outro em busca de um prestígio acadêmico. Tive bons modelos para isso ao longo do processo de construção do conhecimento e atividades. Quase não me dei conta de que isso tudo estava me fazendo um mal danado porque estava ferindo questões importantes que são a base do Cristianismo, como inicialmente que Cristo deve estar no centro de tudo e "outrocentrismo",isto é, o outro deve ser o alvo também da nossa atenção e amor. 

Todas essas questões me enfraqueceram e desgastaram fisicamente, psicologicamente e intelectualmente. O ponto aqui não é necessariamente que seja errado um cristão fazer faculdade, até porque não é verdade. O foco é o nosso coração que em sintonia com a razão rege nossas motivações, que por sua vez, podem estar distorcidas. 

Esse é apenas um bom exemplo que me fez de certa forma refém e que muitas vezes me deixou calado por medo de estar nadando contra maré. Quase não me dei conta de que:

 Deus nunca para de trabalhar, apesar das adversidades. 

Talvez, nos que costumamos culpa-lo por tudo. Quando na verdade, deveríamos aprender a reconhece-lo  em todos os momentos. Parece ser mais fácil crer que Ele está no controle quando tudo vai bem, mas porque não deixar que Ele também seja dono das tempestades e circunstâncias? Independentemente do que nos aconteça, podemos acreditar que estamos sendo preparados para cumprir o proposito que Ele nos designou (Rm 8:28). Vemos como atender essa missão através da vida de Paulo:

Regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias. Pois, quando sou fraco é que sou forte." 2 Coríntios 12:10

Apesar das fraquezas de Paulo, perseguições  e sofrimentos, ele não deixou de se alegrar nas suas fraquezas porque entendeu que nele não havia nenhum motivo de honra. Paulo se alegrou porque conhecia quem era, mas acima de tudo sabia que Deus continuava sendo soberano sobre todas as coisas. Porque não fazer o mesmo?

Somos mais fortes do que nunca quando reconhecemos que não temos forças o suficiente, mas que somos mantidos pela graça de Deus. 

Aqui não me refiro a um possível coitadismo ou de falsa humildade, mas a profunda convicção de incapacidade e impossibilidade de ver a luz no fim do túnel por si mesmo e ainda por cima está contente por isso. Como apóstolo, ele era o cara! De que forma alguém poderia se conformar com as dificuldades? Não faz sentido algum. Mas para ele, fazia, porque ao invés de enxergar meramente limitações e se lamentar, encontrou oportunidade para se alegrar, pois:

Somos mais fortes do que nunca quando entendemos que  as circunstâncias são para nos fazer amadurecer. 

O processo de amadurecimento não é fácil, principalmente, se levamos tudo em lamento ou com  insatisfação. Mas, se olhamos para Deus encontramos forças, porque Ele é a própria força.

Somos mais fortes do que nunca quando Deus é nossa força. 

Isso implica inevitavelmente em confiar na sua soberania e rejeitar pressupostos e a mentalidade contrária a nossa nova natureza. Em Deus, somos amados, somos mais fortes e não precisamos temer a nada. Quando entendemos essa verdade, não importa se o mundo é dos espertos, mas se a força que temos nos leva ao céu por meio de Cristo.

Que Deus te abençoe!

Nenhum comentário